Uruguai: De Buenos Aires ao Uruguai de Buquebus

Acho que quase todo mundo que passa um número razoável de dias em Buenos Aires dá um pulinho numa famosa cidadezinha conhecida como Colônia do Sacramento, no Uruguai. E nós resolvemos não fugir a regra. Diferentemente do que fizemos com as passagem para Buenos Aires que fechamos com muita antecedência, as passagens para a Colônia demos uma enrolada e não me preocupei com a compra com tanta antecedência. Por isso, quando fui comprar já encontrei algumas dificuldades.

O trajeto Buenos Aires x Colônia do Sacramento é feito de barco. A empresa mais antiga, e consequentemente, melhor vista por quem vai fazer esse percurso é a Buquebus. Eles tem dois tipos de barcos: um mais lento que leva 3 horas para chegar na Colônia, e por isso, é mais barato, e o mais rápido, que leva 1 hora para chegar na Colônia. Mas além da Buquebus tem duas novas empresas que fazem o trajeto e foi com uma delas que fomos.

Eu pretendia fechar com a Buquebus, mas como deixei pra comprar as passagens com menos de 1 mês de antecedência no período de alta temporada não havia mais passagens com preços e horários bons para quem ia fazer um bate-volta. A Buquebus só tinha primeira classe. Então, resolvemos pesquisar mais e surgiu um nome de uma nova empresa: Seacat. Pelas dicas que achei na internet o maior problema da Seacat eram com cancelamentos de viagens, mas nesse caso eles juntavam os passageiros deles com a Buquebus. Pelo que entendi, elas são empresas parceiras.

Como não achei nenhuma história de cancelamento sem retorno, resolvi arriscar porque o preço estava bom e a viagem seria feita com o barco rápido. Dessa forma, só havia mais uma dúvida se marcávamos a volta para horário mais indicado, que é o de 16h30min ou o de 21h30min. Como a passagem de 16h30min estava mais cara, resolvi comprar para mais tarde e ver no que dava. Já o horário de partida era 7h45min em direção a Colônia do Sacramento e o horário previsto para chegada era de 9h45min, pois eles tem uma hora a mais no verão, assim como nós.

colonia_do_sacramento_01

Nossas impressões da Viagem
Ao comprar a passagem é solicitado que você chegue ao terminal de embarque com 1 hora de antecedência. Nós cumprimos esse pedido, mas se eu soubesse como era tinha chegado mais cedo. Primeiro, que eu já fiquei um pouco confusa com o fato do terminal do embarque se chamar Buquebus e ponto. Não havia nenhuma indicação de outras empresas ali dentro.

Aluguel de carro

A fila estava enorme e todos estavam misturados. Todo mundo, das três empresas, faziam check in nos mesmos guichês e seguiam o mesmo caminho para fazer a emigração e seguir para o barco. Ou seja, eu achei 1 hora de antecedência pouco tempo. Tanto que o barco atrasou uns 20 minutos para sair. E pelo que percebi todas as pessoas que compraram nas diferentes empresas foram no mesmo barco.

Já dentro do barco tomamos café, pois como nossa saída foi muito cedo não conseguimos tomar no hotel. Não foi muito barato e meio sem graça. O café do marido estava bem forte e o meu parecia um chá! Depois de poucos minutos que o barco saiu do terminal o freeshop foi aberto. Demos uma olhada nos preços na ida, mas resolvemos comprar umas coisinhas na volta. O preço dos perfumes estavam com preço melhor do que pegaríamos no Ezeiza na volta ao Brasil, então valeu a pena comprar lá.

A volta
O nosso dia na Colônia eu vou contar no próximo post. Mas posso antecipar que este foi o dia que mais choveu de toda a viagem. Saímos de Buenos Aires com uma chuvinha fina, chegamos na colônia com o dia ainda aberto. Mas depois caiu um temporal que os donos das lojinha disseram que nunca tinha visto igual.

colonia_do_sacramento_02

Por esse motivo, antes das 20h30min já estávamos no terminal para a volta. Nós e um monte de turista. Dessa vez, a emigração do Uruguai foi bem rápida e conseguimos ver um pôr do sol incrível já esperando o barco.

Mas o momento de grande emoção com a chuva foi depois de termos feito o check in. Estávamos esperando a liberação para começar a emigração, a chuva ficou ainda pior do que o restante do dia e os bueiros dentro terminal não deram conta do nível da água e começaram a transbordar. Alguns turistas se desesperaram e começaram a fazer um escândalo.

Enfim, na hora do barco sair o tempo estava melhor. Chuviscava ainda mais nada perto do que havia acontecido há algumas horas antes. A volta foi bem tranquila com perfumes e guloseimas do freeshop.

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Dados Financeiros:
Passagens: $ 159,99 – cada ida e $ 124,55 cada volta
2 cafés e 4 croissant’s – $ 50

Viagem realizada em Dezembro de 2012.

LEIA MAIS:
Buenos Aires: San Telmo e Caminito
Buenos Aires: Paseo del Rosedal
Buenos Aires: De Palermo ao Centro

Posted in AMERICA DO SUL, ARGENTINA, BUENOS AIRES, COLONIA DO SACRAMENTO, URUGUAI and tagged , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

4 Comments

    • Eu também pretendo refazer esse passeio sem chuva! 😉
      Os valores estão em pesos, mas a viagem foi realizada em dezembro de 2012. Muitos valores já mudaram. Pra conferir o preço das passagens eu daria uma pesquisada na pagina da Buquebus e da Seacat. Tem link deles no post!

      Abraços,
      Tatiane Dias

    • Quando eu fui, a diferença entre o câmbio paralelo e o oficial não era tão grande como hoje.
      Então, eu acabei comprando no cartão de crédito aqui no Brasil.
      Mas atualmente isso não vale a pena financeiramente.

      Se você ficar um quantidade boa de tempo na cidade, vc pode comprar logo que chegar para garantir a passagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *