Rio de Janeiro: Trilha do Pão de Açúcar

Quem não conhece o grande cartão postal do Rio: o Pão de Açúcar?

Apesar de sermos moradores da cidade e frequentarmos com uma certa regularidade o bairro da Urca, onde esse cartão postal se localiza. Nós sempre ficávamos apreciando a linda paisagem com os pés no chão.

praia_vermelha-16

Até que resolvemos que isso não era mais possível. Afinal, morar no Rio e nunca ter subido o Pão de Açúcar é quase uma vergonha. Então, resolvemos mudar isso, só que resolvemos começar pela maneira menos conhecida. Não subimos de bondinho, subimos pela trilha.

A Trilha do Pão de Açúcar
A trilha pode ser classificada como amadora e com grau de dificuldade leve. Nós levamos, aproximadamente, 40 minutos para chegar ao topo do  Pão de Açúcar, mas fomos parando em diversos pontos. Nós indicaríamos uma garrafa d’água independente da época do ano em que você for subir, uso de tênis e roupas confortáveis pois tem algumas subidas em que a flexibilidade do corpo é pedida.

praia_vermelha-8

Trilha-Urca-Rio-de-Janeiro

A entrada da trilha se localiza na Pista Claudio Coutinho. Ela é sinalizada com uma placa, mas os degraus feitos de troncos de árvores e o grande movimento de pessoas chamam a atenção para o local.

Aluguel de carro

A Pista Claudio Coutinho contorna o morro do Pão de Açúcar, portanto, antes de chegarmos a entrada da trilha, passamos por um costão que é conhecido como “Parede dos Coloridos” devido aos acessos das escaladas que existem, cada uma com uma cor. No dia em que fomos, nessa área estava com um grande número de pessoas subindo por ele para iniciar a escalada na Pedra com todo o equipamento necessário. Mas, normalmente, o que vemos são muitas crianças subindo o paredão.

O percurso
No inicio da trilha, o caminho é bastante largo e é possível que várias pessoas subam juntas. Mas conforme fomos subindo o caminho foi estreitando, não muito, mas o suficiente para diminuirmos o ritmo da subida e também por conta do número de pessoas que estavam subindo ou descendo.

Trilha-Urca-Rio-de-Janeiro-11

Trilha-Urca-Rio-de-Janeiro-3

Ao longo do caminho, os degraus feitos de troncos de árvores são trocados por pedras e raízes de plantas. Mesmo assim, a trilha não fica mais difícil. Uma coisa que nos chamou a atenção é que a copa das árvores auxiliam a manter o clima mais ameno, o que é benéfico para uma trilha.

Trilha-Urca-Rio-de-Janeiro-4

Vista-Urca-Rio-de-Janeiro-8

Acreditamos que não é necessário o auxilio de um guia para fazer a trilha. Ela é bem sinalizada e o caminho é bem demarcado. Existem alguns momentos em que há pequenas bifurcações, mas elas não levam a outros percursos. Apenas nos levam a pequenos momentos de paisagens exuberantes do alto do morro.

Morro da Urca
O cartão postal do Pão de Açúcar é formado por três morros: o morro da Babilônia, onde está a base do bondinho, o Morro da Urca, primeira parada do bondinho e o Morro do Pão de Açúcar, o morro mais alto e segunda parada do bondinho.

Indo pela trilha você só poderá chegar até o Morro do Urca. Caso queira ira até o morro mais alto vai ter que pagar o ingresso, atualmente, os ingressos tem que ser adquiridos na base do Morro da Babilônia antes de iniciar a trilha.

Heliporto-Urca-Rio-de-Janeiro-2

Depois de nossos 40 minutos de subida, finalmente, chegamos ao Morro da Urca. A partir daí, passamos a aproveitar o momento e a vista. É possível relaxar nas cadeiras e bancos disponíveis no local, que estão posicionados de frente para a Baía de Guanabara. É possível apreciar a vista do Cristo e Botafogo ou o lado da Ponte Rio Niterói.

Vista-Urca-Rio-de-Janeiro-5

Também é possível assistir um vídeo sobre a história dos bondinhos e bater fotos com as réplicas do trenzinho e um dos primeiros bondinhos expostos no local.

Nós não subimos para o segundo morro, ficamos apenas descansando pelo Morro da Urca até o momento de descermos a trilha novamente. A descida foi tranquila, a única dificuldade foi por conta do volume de pessoas subindo e descendo.

Paodeacucar-Urca-Rio-de-Janeiro-4

Vista-Urca-Rio-de-Janeiro-6

Pós Trilha
Depois de gastarmos muitas calórias, fomos tomar uma cerveja e comermos uns petiscos na Mureta da Urca e indicamos bastante o local.

Indicamos muito esse passeio, principalmente, no clima mais ameno. Ele pode ser feito em qualquer horário do dia, para nós o melhor horário é o fim do dia para apreciar o pôr do sol lá de cima. A partir do dia 08/08/2015, a grade de acesso a trilha será fechada as 18 horas e a descida pelo bondinho deixará de ser gratuita.O bilhete poderá ser adquirido nas bilheterias no Morro da Urca com um valor diferenciado do ingresso de subida e descida.

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Passeio realizado em Maio de 2014.

LEIA MAIS:
Rio de Janeiro: Trilha na Favela Santa Marta
Rio de Janeiro: Forte de Copacabana
Rio de Janeiro: Praia Vermelha – uma praia um pouco diferente

Posted in AMERICA DO SUL, BRASIL, CIDADE DO RIO, RIO DE JANEIRO and tagged , , , , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *