Paraguai: Cidade del Leste

Nosso primeiro passeio em Foz do Iguaçu foi atravessar a Ponte da Amizade e conhecer um país que faz fronteira com a cidade: o Paraguai. O motivo de começarmos logo indo a Cidade del Este foram dois. Primeiro, segunda a previsão do tempo este dia seria de chuva e como não somos muito consumista achamos que não perderíamos muita coisa indo com chuva. O segundo ponto é que nós resolvemos deixar os pontos turísticos mais importantes para depois do feriado nacional, isto para tentar evitar uma fila grande.

Nós fomos a Cidade del Este com o transporte da Loumar Turismo. Pontualmente, as 10 horas da manhã eles estavam em frente ao nosso hotel. O nosso horário de volta seria as 17 horas. Entretanto, devido ao feriado não havia uma rigidez quanto a esse horário. Bastava chegar ao ponto de encontro de retorno e aguardar a van encher. Tão cedo ela ficasse cheia, nós partíamos da cidade.

Cidade_del_Leste_Paraguai-3

Cidade del Este
De acordo com nossas pesquisas, Ciudad del Este é o terceiro maior centro comercial do mundo, ficando atrás apenas de Miami e Hong Kong. O principal motivo de tantos brasileiros e demais turistas atravessarem a Ponte da Amizade é alto índice de isenção de impostos, o que faz com que as compras naquele lugar tenham bons preços. Além do fato de existirem muitas lojas, que vendem os mais diferentes tipos de produtos.

O acesso a Ciudad del Este é feito através da Ponte Internacional da Amizade, que cruza o rio Paraná. Ela pode ser atravessada a pé, de carro, moto-táxi, transporte turístico ou transporte público.

Nossa motorista nos informou que as principais lojas se concentram nas ruas próximas, logo após a Aduana do Paraguai. Após umas 4 ou 5 ruas para frente a aduana, o comercio diminui e se inicia a parte residencial de Cidade del Este.

Cidade_del_Leste_Paraguai

Grande parte das empresas aceitam pagamentos em Real e Dólar. No caso do Real é importante verificar a cotação do dia para verificar o que é mais econômico. O retorno acontece novamente pela Ponte da Amizade. Ao chegar, à Aduana do Brasil é necessário regularizar suas compras.

Compras e Aduana
Existem duas cotas para as compras com isenção no Paraguai. Se você for por via área, o limite de comprar é de até US$ 500. Agora, se você for por via terrestre, como pessoas que ficam em Foz do Iguaçu e tiram um dia para conhecer a cidade como nós fizemos, esse limite é de US$ 300.

De acordo com nossas pesquisa, ficam de fora dessa taxa celulares, relógios de pulso e câmeras. Ou seja, teoricamente nós poderíamos ir ao Paraguai e comprar uma câmera e um celular + US$ 300 em outras mercadorias. Só que esses objetos só são considerados isentos se forem comprovado que são de uso pessoal nesta viagem ao exterior. Isto que dizer que, essa regra não é válida se sua situação de ida ao Paraguai for igual a nossa, ficar algumas horas lá e voltar ao Brasil. Ela só é válida se você passar alguns dias por lá e de fato usar esses objetos de forma pessoa. Por isso, se um desses itens for comprado lá no período de um dia, ele entra na cota dos US$ 300 e pode ser taxado.

Lembramos que a cota de US$ 300 é por pessoa e não é possível juntar as cotas para comprar um item grande. Além dessas regras existem outros quantitativos que devem ser respeitados. Veja mais no site da Receita Federal. E, também, os produtos comprado só entram na cota se forem para uso pessoal do compradores, nunca para revenda.

Ponto importante, o que acontece se você passar da cota de US$ 300? A partir do valor excedente será cobrado a taxa de 50% em impostos. Vamos a um exemplo, na compra de um notebook por US$ 350, há um excedente de US$ 50. Então, você terá que pagar uma taxa de US$ 25,00 de imposto. Ou seja, o notebook ficará com um valor final de US$ 375.

Este valor excedente é pago ao passarmos pela aduana brasileira.

Nossa experiência
Em um primeiro momento, pensamos em não voltar mais ao Paraguai. Entretanto, achamos que nossa experiência foi muito influenciada pelo fato de termos ido no meio de um feriadão, ou seja, estava mais cheio do que o normal, o que já é cheio, e estava chovendo. Achamos que isso tornou a cidade ainda mais feia, pelo menos, naquela área de compras. Por isso, que depois pensando um pouco melhor, achamos que podemos voltar um dia ao Paraguai para irmos além da Cidade del Este. Aposto que o país conta com atrações que valem a pena.

Cidade_del_Leste_Paraguai-4

Nós andamos pelo Shopping del Este, que é shopping como outro qualquer e não tem preços convidativos a comprar. Tudo que olhamos estava bem caro. Andamos pelos arredores, mas com o foco em um item especifico. Então, uma de nossas dicas é: antes de ir a cidade pesquise o que deseja comprar e onde as lojas se encontram. Se possível, entre em contato com elas e veja se a loja tem o item que deseja para não perder tempo.

Cidade_del_Leste_Paraguai-5

Eu queria ir na Sax ver óculos de sol, mas a chuva e o tumulto me desanimou. Então, após a compra do notebook voltamos ao Shopping del Este e almoçamos, o que também foi uma tarefa difícil. Afinal, o local estava lotado. Depois disso, demos mais uma volta e resolvemos retornar. Chegamos ao ponto de encontro e não demorou mais do que uns 20 minutos para sair.

Cidade_del_Leste_Paraguai-6

No caminho, a van da Loumar parou na frente do fiscal da aduana. Ele perguntou se alguém tinha coisas a declarar, ninguém se manifestou e passamos com nossas pequenas compras.

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Dados Financeiros:
Transfer Paraguai: R$ 49,00 por pessoa

Viagem realizada em Abril de 2014.

LEIA MAIS:
Puerto Iguazú – Cataratas do Iguaçu pelo lado argentino
Puerto Iguazú: Duty free
Foz do Iguaçu: Passeio no Macuco Safári

Posted in AMERICA DO SUL, BRASIL, CIDADE DEL ESTE, FOZ DO IGUAÇU, PARAGUAY, PARANÁ and tagged , , , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *