Chile: que moeda levar?

Nessa viagem não nos preocupamos muito sobre a questão de como levar a moeda porque depois da nossa experiência na viagem ao Peru achamos que todas as nossas dúvidas entre levar moedas em especie, seja dólar ou real, cartão de débito, cartão de crédito ou Visa Travel Money tinham sido respondidas.

Só que chegando ao Chile nos deparamos com um cenário um pouco diferente do Peru. Vou listar abaixo alguns pontos da nossa experiência em relação a troca de dinheiro no Chile.

Moeda_Chile-2

1- Câmbio no aeroporto
Nós saímos do Rio de Janeiro no voo de 07:18 para Santiago e às 15:10 era o nosso voo para Calama, ou seja, nós não sairíamos do aeroporto. Então, tínhamos poucas opções em relação ao câmbio.  Ou fazíamos câmbio ali mesmo, sabendo que a troca de moeda nos aeroportos são mais desvantajosas ou sacávamos no caixa eletrônico ou fazíamos câmbio em Calama. Nossa opção foi sacar no caixa eletrônico pois queríamos manter os poucos dólares que levamos e não queríamos chegar em Calama sem nenhum peso chileno (CLP).

No dia em que chegamos em Santiago o câmbio no aeroporto estava: US$ 1 equivalente a $ 595 pesos chilenos e R$ 1 equivalente a $ 205. A casa de câmbio ainda cobrava a taxa de US$ 1 pela operação.

2- Saque no caixa eletrônico
Depois de vermos os valores na casa de câmbio para a troca de moeda ficamos um bom tempo, se não me engano quase 1 hora, tentando nos entender com a conversão. Vocês vão ver como é confuso lidar com aquele monte de zeros. Depois desse muito tempo, optamos por sacar no caixa eletrônico, achamos que seria a melhor opção. Dessa forma, nós manteríamos os nossos dólares e fugiríamos da cotação mais desvantajosa dos aeroportos.

Moeda_Chile

O que aconteceu de fato é que não achamos que sacar no Chile seja uma boa opção. Além da taxa de saque no exterior do nosso banco que é de R$ 12,00 ainda tivemos que pagar a taxa de $ 4000 pesos chilenos e um câmbio pior do que o da casa de câmbio do aeroporto. Acabamos achando que sacar no Chile só se for uma quantia bem alta para que essas taxas compensem.

3- Câmbio em San Pedro de Atacama
Bom, se a gente tinha achado o câmbio no aeroporto ruim e o saque nos caixas eletrônicos não muito vantajoso, imaginem como nos sentimos quando chegamos em San Pedro do Atacama e vimos que o câmbio de lá poderia ser ainda pior. Pois é!

Quando fomos na Calle Toconao e procuramos por câmbio nos arrependemos muito de não termos feito a troca de dólares no aeroporto. Em San Pedro o câmbio estava da seguinte maneira: US$ 1 equivalente a $ 570 a 575 pesos chilenos e R$ 1 equivalente a $ 200 a $ 205. Esses valores foram encontrados numa pequena pesquisa em umas 3 agências ou lojas que tinham uma placa escrito “câmbio” na porta na noite do primeiro dia que chegamos

Alguns dias depois, passamos pela mesma rua durante o dia e descobrimos que há uma casa de câmbio oficial – Cambio Gianni Mazzetti -, que funciona em horário comercial, e que ela tem um valor bem melhor que os locais que fomos anteriormente. Conseguimos trocar dólares por $ 580 e reais por $ 210.

4- Câmbio no bairro de Providencia em Santiago
Depois que saímos de San Pedro de Atacama e fomos passar alguns dias no Chile fizemos câmbio de alguns dólares e todos os nossos reais. Conseguimos trocar dólares por $ 600 pesos chilenos, achamos tão bom que no dia seguinte fomos trocar novamente, mas o valor já estava diferente, neste dia conseguimos $ 598. O real nesse local estava muito próximo ao câmbio em San Pedro, trocamos um real por $ 205 pesos chilenos.

5- Cartão de Crédito
Usamos muito o cartão de crédito no país e achamos que foi uma boa opção. A cotação do dólar no fechamento da nossa fatura veio muito próxima ao valor que pagamos na compra da moeda em espécie. O valor de conversão é bastante similar ao câmbio de troca entre real e peso chileno. Sim, tem o IOF de 6,38% que encarece um pouco mais as coisas. Por outro lado, todos esses gastos são transformados em milhas. E nós adoramos acumular milhas.

Então, a nossa opinião sobre o câmbio no Chile é que mesmo com o dólar alto ele ainda é a moeda mais valorizada no país. Talvez seja a melhor opção considerando apenas a moeda em espécie. Já o saque no caixa eletrônico não achamos uma opção vantajosa, por isso, usamos muito o cartão de crédito, que era aceito em todos os lugares sem restrição. Pagamos, inclusive, entradas em museus com cartão. Por causa desse uso excessivo só precisamos sacar dinheiro uma vez e gastamos os nossos últimos dólares no freeshop.

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Dados Financeiros:
Aeroporto de Santiago
US$ 1 = CLP$ 595
R$ 1 = CLP$ 205.
A casa de câmbio ainda cobrava a taxa de US$ 1 pela operação.

San Pedro de Atacama
US$ 1 = de $ 570 a 575
R$ 1 = de $ 200 a $ 205

Providencia em Santiago
US$ 1 = de $ 598 a 600
R$ 1 = $ 205

Saque no caixa eletrônico
O saque de $ 100.000 com mais CLP$ 4.000 de taxa do caixa e os R$ 12,00 de taxa de saque no exterior do nosso banco = R$ 523,81Se não nos enganamos, o valor máximo de saque no caixa eletrônico é de $ 400.000 pesos chilenos.

Viagem realizada em Novembro de 2014.

LEIA MAIS:
Deserto do Atacama: mais um sonho realizado!
Chile: que moeda levar?
Chile: utilizando transfers dos aeroportos para Santiago e San Pedro de Atacama

Posted in AMERICA DO SUL, CHILE, SAN PEDRO DO ATACAMA, SANTIAGO and tagged , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

10 Comments

  1. Minha filha esta indo para o deserto de onibus hoje e não conseguiu sacar o dinheiro em Santiago e estou aqui preocupada como ela vai se virar lá. Ela tem um valor em espécie mas acredito que não será suficiente para hospedagem e passeio. O cartão de credito é bem aceito por la?? Para os passeios inclusive??

  2. Eu usei bem o cartão de crédito nos restaurantes e a agência com quem fechamos os passeios aceitava cartão também! Alguns hostels também aceitam cartão, o que eu fiquei não aceitava, mas é bom ela sempre perguntar antes só por garantia.

    • Oi, Felipe!
      Tudo bem?

      Só vi uma casa de câmbio no aeroporto. Ela fica na aérea de embarque do lado esquerdo bem próximo da entrada. Foi bem ao lado oposto de onde ficavam os caixas eletrônicos para saque.

      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *