Deserto do Atacama: Salar de Tara

Sempre que pesquisávamos sobre os passeios no Deserto do Atacama líamos que não podíamos deixar de conhecer o Salar de Tara. Muitas pessoas descreviam esse passeio como o melhor da região. O que eu podemos dizer sobre isso é que ficamos na dúvida do nosso TOP 1 entre ele o Piedras Rojas, que nos encantou muito.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-26

Um dos maiores motivos para essa dúvida é a distância entre o local e a cidade de San Pedro de Atacama. Se contarmos a ida e volta são quase 300 km de distância, o Salar de Tara se localiza quase na beira da entrada que vai à Argentina. Ou seja, a gente passa muito tempo sacudindo dentro do carro e uma parte do tempo de boca aberta com a paisagem que o local nos proporciona.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-24

Salar de Tara
O passeio ao Salar de Tara começou as 8h da manhã. Neste horário, o motorista da Ayllu nos pegou no hostal em que estávamos hospedados e nos levou até a agência. Lá nos foi oferecido um café da manhã. Para nós, ter o café da manhã e almoço incluídos foi ótimo, pois em nosso hostal não tínhamos café incluso, mas algumas pessoas do grupo preferiam ter tomado café da manhã nos locais onde estavam e dormir um pouco mais. Enfim, não é fácil agradar a todos.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-25

Enquanto nós comíamos, nosso guia, o João, único guia que fala português no Atacama, e o Felipe, nosso motorista, estavam preparando as coisas para nossa partida.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-12

A viagem até o Salar é bem cansativa. Durante um período o carro seguia pela estrada normalmente, mas em algum ponto entramos numa parte mais esburacada que fez com que o balanço e saculejo do carro fosse mais constante. Nesse momento, ficamos felizes de não termos exagerado no café da manhã.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-2 Salar_de_Tara_Atacama_Chile-3 Salar_de_Tara_Atacama_Chile-4

A viagem foi longa, mas logo que fizemos a primeira parada com descida esquecemos as últimas horas e fomos contemplar aquela paisagem diferente de tudo que tínhamos visto até o momento.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-9

Nossa primeira parada foi o “monge de la Pacana”. Obvio que nós batemos muitas fotos com esse ícone do Salar, mas também olhamos muito o nosso redor e o que mais nos chamou atenção foram as formações rochosas e gigantescas que se encontravam a poucos metros de distância.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-5

Ficamos nos perguntando como aquilo tudo era possível. Nós eramos tão pequenos e insignificantes perto de toda aquela grandiosidade. Ficamos até tentando adivinhar como o “monge de la Pacana” foi parar ali, sozinho como atração principal. Será que ele era parte das formações rochosas? E como foi até lá? Erosão?

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-21

Bom, depois de um tempo apreciando e tentando adivinhar, nós subimos no carro novamente e seguimos mais um pedaço de chão. Seguimos até onde vimos mais formações rochosas e a nossa frente um lago com flamingos. Nesse ponto, o João perguntou se gostaríamos de ir andando e aproveitando a paisagem, enquanto ele e Felipe iam para o local onde iríamos almoçar e preparavam tudo para nosso chegada.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-11

Todos do grupo toparam e ele deixou com a gente um telefone satélite e ele ficou com outro. Caso alguma coisa acontecesse eles viriam ao nosso encontro. Eu achei essa preocupação mais um ponto positivo para a Ayllu, que se preocupa com a segurança de todos.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-19 Salar_de_Tara_Atacama_Chile-18

Uma coisa que é importante falar é que no Salar de Tara o vento é de matar. Nós fomos em Novembro e eu estava com segunda pele de calça e blusa, calça jeans, duas meias, blusa grossa e mais um casaco fininho e eu morri de frio apesar de estar bem sol. O vento muito gelado me fazia querer andar muito rápido até o ponto de encontro, mas o Bruno queria bater fotos de cada pedacinho do deserto, consequentemente, mais uma vez fomos os últimos a chegar para o almoço.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-13 Salar_de_Tara_Atacama_Chile-20

Almoçamos com a vista do lago com flamingos e muitas formações rochosas ao fundo. Depois da boa comida, ainda ficamos sentados com a vista da lagoa por um grande tempo. Foi nesse momento que pudemos ter certeza que esse foi o passeio mais colorido do Atacama. Parecia que víamos muitas cores juntas num mesmo local, mas ao mesmo tempo as cores se misturavam. Seria impossível eu querer descrever isso,acredito que só vendo pra ter a exata ideia do que é essa mistura.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-15 Salar_de_Tara_Atacama_Chile-16 Salar_de_Tara_Atacama_Chile-17

Ficamos ali por algum tempo até que chegou o momento de começarmos o retorno a San Pedro. No caminho de volta ainda conseguimos fazer com que o Felipe nos deixasse descer da van para batermos mais algumas fotos.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile

Outro ponto importante é apesar do passeio durar o dia inteiro, não há banheiros. Ou seja, possivelmente você vai ter que usar o grande deserto como banheiro. Por isso, é bom ter um papelzinho no bolso.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-22 Salar_de_Tara_Atacama_Chile-23

Acho que as fotos falam por si, não é mesmo? As paisagens do Salar de Tara são incríveis, não se comparam com nenhuma outra paisagem, mas você deve saber que vai ser um passeio em que o seu maior tempo vai ser dentro do carro do que do lado de fora e dependendo do seu organismo pode ser que você tenha enjoos já que o carro pode sacudir um pouco a mais de 4500 metros de altitude.

Salar_de_Tara_Atacama_Chile-8

*O blog Por aí e Por aqui recebeu apoio da Ayllu para a realização de todas as excursões fechadas com eles no Deserto do Atacama. A parceria foi realizada, mas a opinião expressa no relato é pessoal e de acordo com a experiência proporcionada pelo trabalho da agência.*

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos do Atacama rolando por lá!

Viagem realizada em Novembro de 2014.

Dados Financeiro: 
Salar de Tara: R$ 238,00

LEIA MAIS:
Deserto do Atacama – Tour Astronômico
Deserto do Atacama: Valle de La Luna e Valle de la Muerte
Deserto do Atacama: Valle del Arco Iris

Posted in AMERICA DO SUL, CHILE, SAN PEDRO DO ATACAMA and tagged , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

4 Comments

  1. Este passeio é muito legal mesmo! Nós fomos em setembro e também passamos muito frio. Como venta lá. Que bacana que vocês foram a piedras Rojas também. Nós tínhamos que escolher entre Tara e Piedras pelo tempo que tínhamos disponível e acabamos optando por Tara. Bom, pelo menos assim temos uma razão pra voltar logo :) Abraços

    • Dani,
      Eu fui pro Atacama 2 meses depois de 20 dias no Peru. Nem planejei muito, fui com a sensação que seria uma viagem muito parecida com a anterior. Mas eu me enganei muito!!!
      Eu amei demais! Acho que foi até melhor que o Peru que era um grande sonho!

      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *