Peru: de Arequipa ao Vale del Colca

Enquanto montávamos nosso roteiro ao Peru pedimos ajuda a alguns blogs, como já disse em outro post. Um deles, o Viaje Sim!, me lembrou que se íamos passar 2 dias em Arequipa, poderíamos ir ao Vale del Colca, que eu ainda não tinha incluído no roteiro. Então, depois da dica e de algumas pesquisas fechamos o tour de 2 dias e 1 noite no local.

Cidade_Arequipa_Peru-4

Como já contamos anteriormente, nos surpreendemos muito com Arequipa, a Cidade Branca. Nós não imaginamos que gostaríamos tanto do local. Entretanto, conhecer o Vale del Colca foi a cereja do bolo desse roteiro. Nosso único arrependimento foi não termos fechado o tour com 3 dias e 2 noite. Se tivéssemos feitos desse jeito poderíamos ter feito o trekking pelo vale.

Bom, nesse post vamos falar um pouco do Vale del Colca, já nos próximos vamos falar do tour em si, a agência com que fechamos o passeio e o hotel em que ficamos na região do cânion.

Aluguel de carro

Vale del Colca
O Vale del Colca conta com aproximadamente 100km de extensão que sofre muitas alterações seja por conta de condições climáticas ou apenas por ir mudando conforme os quilômetros vão passando. A paisagem vai da estepe árida de Sibayo, aos campos em terraços de Yanque e Chivay, até o desfiladeiro de paredões íngremes diante de Cabanaconde.

Esse vale é o segundo cânion mais profundo do mundo – um pouquinho mais raso que seu vizinho, o Cotahuasi, e duas vezes mais profundo que o famoso Grand Canyon, nos Estados Unidos. Mas, mais do que essas estatísticas é preciso dizer que Colca é repleto de história, de cultura, de ruínas e de muita tradição peruana.

Vale de la Coca

As divisões
O Vale del Colca pode ser subdividido em três parte: Cânion Superior, Médio Cânion e Cânion Inferior.

Podemos dizer que o Cânion Superior é a parte mais alta do percurso feita até a parte do cânion mais visitada. Essa parte conta com paisagens mais fria e áspera do que os campos em terraços ao redor de Chivay e Yanque. O terreno é composto de gramíneas e é ocupado por gado. Conta também com o rio que é ideal para rafting e pesca de trutas. Nós apenas passamos por essa parte dentro da van, em alguns momentos pudemos descer e apreciar a paisagem, mas não com um grande tempo.

O Médio Cânion é a parte mais popular, sua paisagem é dominada pela agricultura e caracterizada por algumas encostas de campos em terraços, sabem aquelas encostas planas para agricultura?! A vegetação e a acessibilidade tornou essa região a mais movimentada do cânion. O centro do Médio Cânion é a pequena cidade de Chivay, nós demos um pequena passada e parada por ela.

Já o Cânion Inferior é o trecho mais profundo do Vale del Colca. Nessa região as atividades econômicas são baseadas basicamente no cultivo das árvores frutíferas. Ouvimos dizer que é nessa parte que as atrações são menos óbvias, com menos pessoas, mais autenticidade e maior tranquilidade. Seria nessa parte em que poderíamos ter à verdadeira experiência no cânion.

Vale de la Coca-2

Pelo que pesquisamos, pouquíssimos turistas, assim como nós, vão até essa parte mais rústica e precária do Vale del Colca. A maioria vai até a Cruz del Cóndor.

Conhecemos algumas pessoas que fizeram o tour de 3 dias e gostaram bastante, apesar de acharem que foi bastante cansativo. Nós nos arrependemos de não termos escolhido essa opção, mas sempre é um bom motivo para voltar, não?!

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos do Peru rolando por lá!

Viagem realizada em Agosto de 2014.

LEIA MAIS:
Peru: que moeda levar?
Peru: Arequipa – a cidade branca
Arequipa: Monastério de Santa Catalina

Posted in AMERICA DO SUL, AREQUIPA, PERU, VALE DEL COLCA and tagged , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *