Pernambuco: Sugestão de Roteiro de 8 dias em Porto de Galinhas

Nossa passagem por Pernambuco foi divida em 1 semana em Fernando de Noronha e 1 semana em Porto de Galinhas com direito algumas paradas e Recife e Olinda. Para algumas pessoas, oito dias em Porto de Galinhas eram muitos dias, mas nós gostamos muito de ficar esse tempo todo, pois pudemos explorar o local muito bem tanto e fazer as coisas sem muita pressa.

Se você está planejando sua viagem a Porto de Galinhas aqui fica nossa dica de roteiro para você ver quais passeios te agradam mais e assim montar o seu roteiro de acordo com o seu gosto.

Nós chegamos no eeroporto em Recife por volta as 16 horas e logo encontramos com a Amanda, parceira da Porto de Galinhas 360º, empresa com quem fechamos todos os nossos passeios e também o transfer de Recife a Porto. Nesse primeiro contato com a Amanda nós aproveitamos para pegar dicas de restaurantes, conseguimos testar algumas e indicamos muito os locais que conseguimos ir. Ela, inclusive, nos levou até a Vila de Porto de carro para nós nos localizarmos nesse primeiro momento. Foi ou não foi uma simpatia de pessoa?!

O Roteiro
Em nosso primeiro dia em Porto de Galinhas, estava agendado o Passeio de Buggy – Ponta a Ponta. Mas no dia anterior a Amanda nos disse que o Alex, dono da agência, achou melhor trocar esse passeio pela ida a Maragogi. Neste dia, foi o próprio Alex que nos levou até Maragogi. Então, ele aproveitou para explicar que não seria proveitoso ficar em Porto no domingo, já que com a nova estrada entre Porto e Recife leva-se apenas 40 minutos entre os dois locais e cada vez mais as praias de Porto tem ficado muito cheias nos fins de semana.

Maragogi_Alagoas_Recife-30

A escolha do Alex foi muito acertada. Nós tivemos um dia muito agradável em Maragogi. Mas para isso acordamos muito cedo para chegarmos cedo no local de onde saí o catamarã para o passeio às piscinas naturais de Maragogi. Depois da manhã nas piscinas naturais, almoçamos por lá e seguimos para mais uma praia, mas antes passamos por um mirante que nos mostrou toda a beleza do estado de Alagoas.

No dia seguinte, nosso segundo dia, fizemos o passeio de buggy pelas praias de Porto de Galinhas. Começamos pelo passeio de Jangada até as piscinas naturais de Porto de Galinhas, onde tem a famosa piscina com o formato do mapa do Brasil. Depois seguimos para a Praia do Cupê, Praia de Muro Alto, Praia de Maracaípe, onde almoçamos. Por fim, fizemos o passeio de jangada no mangue, lá vimos o maior cavalo marinho até hoje.

Ponta_Ponta_Porto_de_Galinhas-7

Nosso terceiro dia, fizemos o passeio que quase sempre é o queridinho de quem vai a Porto de Galinhas. Fomos até a Praia de Carneiros e passamos o dia inteiro lá. Na parte da manhã, fizemos o passeio de catamarã, que conta com três paradas em bancos de areia. Depois almoçamos no restaurante Bora Bora e fizemos a caminhada até a famosa Capela de São Benedito. Ficamos tanto tempo tentando tirar a foto perfeita da igreja que quase ficamos presos porque a maré subiu e a gente não se deu conta que a passagem estava quase fechada. Mas como tudo na vida, no fim tudo deu certo e conseguimos a foto com o lugar vazio.

Carneiros_Porto_de_galinhas_Recife-23

Em relação aos passeios mais distantes, foi o quarto dia, que nos mostrou o local mais bonito de Porto de Galinhas. Neste dia, fomos conhecer a Ilha de Santo Aleixo. Atualmente, a ilha conta com uma boa estrutura para passar o dia pois a mesma empresa responsável por fazer o translado entre Porto e a Ilha, que é feito numa lancha, conta com um bar e barracas onde é possível beber bons drinks e petiscar algumas coisinhas bastante saborosas.

Ilha_santo_Aleixo-7

Nossa dica em Santo Aleixo é atravessar o pequeno caminho no canto direito e passar o maior tempo possível na piscina natural. Nós ficamos por lá quase a tarde toda e adoramos o clima calminho.

Em nosso quinta dia, passeamos pelo Cabo de Santo Agostinho. Nossa primeira parada foi no banho de argila, que segundo os locais ajuda a rejuvenescer uns bons anos. Depois seguimos até a Praia de Pedra do Xaréu. Em seguida, fizemos uma parada rápida no primeiro mirante do dia. Fomos também a Enseada do Corais e Gaibú onde paramos para petiscar e tomar um banho de mar. Continuamos o passeio no Mirante do Paraíso e na Vila de Nazaré, onde visitamos uma pequena igreja. Por fim, fomos até a Praia de Calhetas, mas antes fizemos uma pequena descida de tirolesa.

Cabo_de_Santo_Agostinho-34

Almoçamos em Calhetas e passamos o restante do dia, até decidimos que estava na hora de voltar a Porto de Galinhas.

Muitos não gostam de Calhetas pois ela é uma praia pequena e nos fins de semana pode ficar muito cheia. Então, se puderem ir durante a semana pode ser que tenham boas lembranças do local como nós temos.

Em nosso sexto dia fizemos um passeio que não é muito divulgado em Porto de Galinhas. Aliás, até a época em que fomos a Porto de Galinhas 360º era a única agência que fazia o passeio. Neste dia, fizemos o passeio de Buggy por Serrambi, que são praias mais vazias nos arredores de Porto de Galinhas.

Passeio_de_Buggy_por_Serrambi-9

A primeira parada foi na Praia da Enseadinha onde apenas passeamos e apreciamos a vista. O detalhe dessa parte do dia é que eramos só nos passeando pela praia, estávamos completamente sozinhos. Em seguida, fomos às Piscinas Naturais de Serrambi. Nós AMAMOS essa parada. As águas estavam cristalinas, lindas, calmas e quentinhas. Nós poderíamos passar o dia inteiro ali. Mas como ainda tínhamos muitas coisas para ver continuamos o passeio até a Praia de Toquinho e, por fim, a Praia de Cacimbas, onde almoçamos e encerramos o nosso dia.

Este foi o nosso último passeio de praia por Porto de Galinhas e podemos dizer que fechamos com chave de ouro. Adoramos essa sensação de ter os lugares só para nós. Indicamos muito fazer o passeio se você gostar de lugares mais calmos.

Em nosso sétimo dia, fomos conhecer um pouco de Recife e Olinda saindo de Porto de Galinhas. Como nós optamos por nos hospedar todos os dias em Porto de Galinhas, achamos que um dia para conhecer Recife e Olinda é o minimo que você pode fazer. Mas quem gosta mais de cidade e movimento pode se hospedar em Recife e conhecer por conta própria os lugares.

Em Recife, nós passamos pela Orla de Boa Viagem, pela Embaixada dos Bonecos Gigantes. De lá seguimos para o Marco Zero, o novo Mercado de Artesanato e, por fim, fomos ao Forte das Cinco Pontas e Casa da Cultura. Depois de uma parada para almoçar em um restaurante de frente para a praia seguimos para a nossa tarde em Olinda.

Recife_Olinda-7

Em Olinda, começamos o passeio pela Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo passando pelo Convento de São Francisco seguindo para o Mosteiro de São Bento e depois retornando ao Alto da Sé pela ladeira da Misericórdia.

Recife_Olinda-36

Com esse tour encerramos os passeios fechados com a Porto de Galinhas 360º. Nós ainda tivemos mais um dia livre antes de voltarmos ao Rio. Nesse dia, nós fomos bastante preguiçosos e resolvemos dormir até mais tarde, ficar na piscina da pousada. O Bruno trabalhou um pouco enquanto eu fiz uma massagem relaxante e depois passeamos um pouco pela vila para almoçar e comprar lembrancinhas.

Para os mais agitados, esse última dia poderia ser cortado. Mas nós gostamos muito de ter um último dia para relaxar depois de tantos dias acordando sempre muito cedo e ficar sempre de um lado para o outro, mesmo que isso sempre levasse a um lugar lindo.

* O blog Por aí e Por aqui recebeu apoio da Porto de Galinhas 360º com tarifas diferenciadas. A parceria foi realizada, mas a opinião expressa no relato é pessoal e de acordo com a experiência proporcionada pelo trabalho da hospedagem.*

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Viagem realizada em Setembro de 2015.

LEIA MAIS:
Porto de Galinhas: Ilha de Santo Aleixo
Porto de Galinhas: Praia de Carneiros
Porto de Galinhas: Passeio de Buggy – Ponta a Ponta

Posted in BRASIL, OLINDA, PERNAMBUCO, PLANEJAMENTO, PORTO DE GALINHAS, RECIFE, ROTEIRO and tagged , , , , , , , , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

2 Comments

    • Oi, Ariana!
      Olha, eu acho que isso depende um pouco de onde você mora.
      Como nós moramos no Rio e a cidade maravilhosa está com preços meio surreais, achamos os preços razoáveis.
      Mas vimos restaurantes de preços bem variados.

      No fim do post, nos colocamos os valores gastos em cada lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *