Los Roques: Sugestão de Roteiro

Há alguns anos atrás (quase numa outra vida, já que as coisas mudaram muito desde então) nós passamos nossa Lua de Mel em Los Roques. Muitos nos diziam que esta não era uma boa opção, afinal, Los Roques é sim um destino muito bonito. Apesar disso, ele não conta com a estrutura que outros destinos com mar caribeño.

Foi depois de pesquisarmos e vermos que Los Roques não contava com Resorts e que na verdade o que havia, até época que fomos, eram casas que serviam de pousadas administradas quase sempre por moradores, com algumas exceções, percebemos que este era o destino perfeito para nós, que gostamos de lugares mais rústicos e com mais contato com os moradores.

Não é necessário dizer que amamos o local. Nós passamos 6 dias em Los Roques e poderíamos ter passado mais 6 sem nenhum problema. O que vamos sugerir aqui é um roteiro baseado no esquema da pousada em que ficamos, mas chegando em Los Roques você verá que é tudo mais simples de se organizar do que se imagina.

Vamos ao roteiro?!

Nós saímos do Brasil na manhã de uma segunda-feira e chegamos no Aeroporto Internacional de Maiquetía, Simón Bolívar, que é o principal aeroporto da Venezuela por volta das 15 horas. Maiquetía está distante 20,9 quilômetros do centro de Caracas, a capital da Venezuela.

Nós fechamos toda a nossa viagem com a VeneBrasil, que era administrado pelo Fabio Blinder, um brasileiro que se apaixonou pelo local. Nesse pacote, estava incluído um transfer para o hotel onde passaríamos a noite antes de irmos a Los Roques que já estava a nossa espera quando chegamos ao aeroporto.

los_roques_02

Muitas pessoas fazem o câmbio no aeroporto, mas como nós tínhamos tudo pago e precisávamos apenas de dinheiro para as taxas de embarque no dia seguinte, optamos por fazer o câmbio no hotel.

No dia seguinte, bem cedo, seguimos para o aeroporto novamente. Agora era o momento de pegarmos aquele famoso teco-teco em direção a Los Roques.

Chegamos em Los Roques próximo ao horário de almoço e fomos até a pousada apenas para deixar as nossas bagagens, pois a equipe da pousada já tinha reservado uma lancha para nos levar a primeira ilha da viagem. Como já estávamos na metade do dia, não tivemos opção de escolha. Nesse primeiro dia, é meio padrão você ir ou a Franciski ou a Madriski que são as ilhas mais próximas.

los_roques_09

É importante lembrar que todos que vão a Los Roques se hospedam em Gran Roque e de lá todos os dias se pegam lanchas para as ilhas onde se passa o dia aproveitando as águas cristalinas.

A partir do segundo dia, cabia a nós decidir para qual praia nos iríamos. Como a pousada onde ficamos tinha apenas brasileiros e um casal que chegou no mesmo dia que a gente, nós acabamos fazendo muitos passeios juntos ao ponto de no último dia ser uma lancha só para nós, um grupo de 8 brasileiros.

Em conjunto, nós escolhermos ir a Carenero, Sarki e Spenki no segundo dia em Los Roques. A primeira parada foi em Sarki onde ficamos algum tempo na água já encantados com a cor dela. Mas depois de 1 hora, aproximadamente, fomos para a parada mais longa do dia Carenero. Já adianto que Carenero foi a praia que eu mais gostei em toda a viagem. Então, se puder coloque-a no seu roteiro. Por último, fomos a Spenki, uma parada bastante similar a primeira.

los_roques_17

Neste dia, apreciamos o por do sol de Los Roques que é lindíssimo.

los_roques_23

Em nosso terceiro dia, fomos conhecer a ilha mais famosa de Los Roques: Cayo del Agua. Acredito que muitas pessoas vão a Los Roques por causa dela. Como nós pegamos chuva lá, não sei se isso diminuiu seu brilho, mas nós não achamos essa praia a mais bonita que vimos em Los Roques. Então, vamos ter que voltar pra confirmar.

A chuva chegando!

A chuva chegando!

Antes de voltarmos a Grand Roque, passamos em Dos Mosquices para conhecermos um projeto de cuidado as tartarugas.

los_roques_34

No quarto dia, o destino escolhido foi Norosky, Crasqui e Rabusqui. A primeira parada foi rápida, de 1 hora mais ou menos. Um grupo fez snorkel e um grupo ficou na praia apreciando o local. A segunda parada e de maior tempo foi em Crasqui, que parece não ter muita coisa, mas te leva a um lugar lindo ao passar pela trilha. Nessa parada o Bruno fez caiaque e eu fiquei aproveitando a água cristalina.

los_roques_42

E por último, fomos parar na Lagoa de Rabusqui. Está foi a parada mais rápida, mas a mais significativa do passeio. Ela é apenas um ponto onde nós descemos da lancha para ver muitas (mas muitas mesmo) estrelas no mar.

Não tinha como fechar o dia de maneira melhor!

O quinto dia foi o nosso último dia de passeio pelas ilhas. Neste dia escolhemos conhecer: Sebastopol, Boca del Medio, Bajo Fabian.

los_roques_50

Nossa primeira parada foi em Sebastopol, que na verdade é apenas um filete de areia no meio de muitas águas. Ficamos apenas uns 40 minutos nessa ilha. Todos na água relaxando ou fazendo snorkel porque como dissemos o local era apenas um filete de areia e não teve como o barqueiro descer com as cadeiras e cooler.

Então, seguimos para a Boca del Medio que na verdade era um local para fazer snorkel no meio do mar. Lá, havia um grande coral com muita vida marinha. Se você gosta de vida marinha, essa é uma boa parada a se fazer.

E como última parada do dia fomos a Bajo Fabian que é o local onde os mais aventureiros fazem KiteSurf. Mas é ótimo para ficar sentado na cadeira apreciando a beleza do lugar com suas águas cristalinas lindas e assistindo as manobras desse esporte.

Em nosso último dia em Los Roques, não pudemos ir a mais nenhuma ilha, afinal, nosso voo para o aeroporto de Maiquetía saía as 14 horas e as lanchas saíam para os passeios as 10 horas. Se fossemos a alguma praia, mesmo que perto, iriamos apenas para ficar em torno de 1 hora e voltar correndo para se trocar. Então, optamos por explorar um pouco de Grand Roque.

Vou sentir saudades.

Vou sentir saudades.

Bom, essa foi o nosso roteiro.

Numa próxima ida pensamos em ficar, pelo menos, uns 15 dias. Repetir todas as ilhas porque, como dissemos, já faz bastante tempo dessa viagem e colocar mais várias ilhas. Inclusive, agora que temos certificação de mergulho podemos fazer mais paradas em corais para ver a beleza de vida marinha da região.

 

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Viagem realizada em Abril de 2012

LEIA MAIS:
Los Roques: Cayo del Agua e Dos Mosquices
Los Roques: Carenero, Sarki e Craski
Los Roques: Sebastopol, Boca del Medio, Bajo Fabian

Posted in AMERICA DO SUL, LOSROQUES, MAIQUETÍA, PLANEJAMENTO, ROTEIRO, VENEZUELA and tagged , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *